Textos

“30000: el in-número de la ‘dimensión del crimen masivo’ ” Por Fabiana Rousseaux

Texto originalmente publicado em Agencia Paco Urondo La memoria traumática de los crímenes masivos se reconstruye de un modo específico e implica sobre todas las cosas, un silencio agudo y muchas veces eternizado hasta que un hecho, un acto, una fecha, provocan un movimiento de des-coagulación inesperada, y que no se dieron a conocer hasta …

“Destinos do Desamparo” Por Abrão Slavutzky

Somos desamparados, o desamparo nos acompanha do nascimento à morte. O desamparo está na origem das angústias, tanto a angústia automática quanto a angústia sinal. Há os destinos criativos e os destinos destrutivos do desamparo. Destinos criativos são, por exemplo, as artes, a fraternidade, o trabalho, a vida familiar. Já as drogas são destinos destrutivos, …

“A história do Brasil é uma história de apagamento da violência”, Por Márcio Seligmann-Silva

Publicado originalmente em Goethe-Institut Durante encontro-debate no Goethe-Institut, o teórico e pesquisador Márcio Seligmann-Silva falou em entrevista a Soraia Vilela* sobre a importância da arte como instrumento de construção da memória de períodos arbitrários. Você poderia traçar um paralelo entre a questão na memória nos diversos países latino-americanos com passado de ditadura, considerando todas as …

“Christian Dunker: Entrevista para Ronaldo Bressane (Red Pepper)”

1. Alguns pensadores falam de um aumento significativo na mobilização da esquerda como resultado do impeachment. Outros falam de um “ressurgimento” da esquerda. Vc concorda? Penso que há um aumento da participação política em geral, especialmente de novas gerações, por outro lado o esgotamento das formas e práticas constituídas que se disseminaram durante o período FHC e …

“Erradicar o Cunhismo, o bolsonarismo e o felicianismo com sorriso jovial e o ânimo dos moleques- marcharemos com eles!” Por Paulo Endo

Publicado nos Jornalistas Livres em 10/12/2015.  Vale como memória do momento que estávamos. Um homem envolvido em vários escândalos e já denunciado por desvios milionários de dinheiro público comanda o Brasil. Não, nao é o Eurico Miranda. Paralisa o país em pautas essenciais para o país e destrói décadas de lutas de movimentos sociais com …

“Belo Monte: etnocídio, violência e sacrifício” Por Maíra Brum Rieck

“O Estado proíbe ao indivíduo a prática do mal, não porque deseja aboli-la, mas porque deseja monopolizá-la (…) Um estado beligerante permite-se todos os malefícios, todos os atos de violência que desgraçariam o indivíduo. Emprega contra o inimigo não apenas as ruses de guerreaceitas, como também a mentira deliberada e a fraude – e isso a …

“Breve consideração estética sobre Mario e o mágico, de Thomas Mann” Por Alexandre Pandolfo

De acordo com uma conhecida frase de Walter Benjamin tornou-se inteligível que a humanidade, a respeito da qual seria razoável vislumbrar os traços das linhas de continuidade tortuosa entre lírica e sociedade, essa humanidade que um dia ofereceu-se em espetáculo aos deuses olímpicos, atualmente (para nós outros, sobreviventes ao longo dos séculos XX e XXI) …

“Ontem e hoje, golpes no Brasil: a aparentemente insuportável igualdade” Por Flávia Schilling

Ontem e hoje, golpes no Brasil: a aparentemente insuportável igualdade Flávia Schilling Professora Associada da Faculdade de Educação da USP Sem nenhuma pretensão de esgotar ou apresentar uma reflexão profunda sobre a questão proposta, envio algumas ideias, a partir de uma certa perspectiva, sobre a situação atual que vivemos no país. Qual é essa perspectiva? …

“Sobre a política do golpe e seu avesso” Por Daniel Lirio

Sobre a política do golpe e seu avesso Por: Daniel Lirio Psicanalista, Mestre em Psicologia Social pela USP. Autor do Livro Suspensão Corporal; novas facetas da alteridade na cultura contemporânea (Ed. Annablume) e de diversos artigos sobre psicanálise e cultura, muitos deles disponíveis no site www.daniellirio.com No domingo, 4 de Setembro de 2016, participei da …

“Pela democracia sempre, ainda que ela esteja cabisbaixa e ultrajada” Por Paulo Endo

Pela democracia sempre, ainda que ela esteja cabisbaixa e ultrajada[1] Autor: Paulo Cesar Endo  No último dia 31 de agosto teve termo um longo processo em que as articulações de grupos nacionais de direita obtiveram êxito. Há muito a ponderar, corrigir, melhorar na própria análise que as esquerdas nacionais terão de fazer daqui por diante. …

“Sustentação incondicional à Democracia” Por Heloisa Marcon

Caros colegas, por considerar fundamental nos posicionarmos contra o ataque que está sofrendo a Democracia hoje no país sob diversas formas, venho manifestar minha posição de sustentação incondicional à Democracia. A mais evidente prova de que se trata de um ataque direto à Democracia é o julgamento de um pedido de impedimento de uma Presidente …

“O que pode querer significar apoio incondicional à democracia?” Por Rinaldo Voltolini

O que pode querer significar apoio incondicional à democracia? Autor: Rinaldo Voltolini Se vivemos tempos sombrios que nos colocam frente a frente com um futuro de incertezas, pode-se pensar, por outro lado, que o presente também nos colocou diante de uma verdade escancarada: Nunca foi tão patente a velha máxima de que o Rei está …