“Não é falta de interpretação de texto” Por Adriana Marino

Reorientação. Re-orientação. (re)orientação. Está escrito e assinado pelo juiz do Distrito Federal, Waldemar Cláudio de Carvalho, que profissionais da Psicologia poderão promover “estudos ou atendimento de (re)orientação sexual” (sic.). Se o restante da liminar apenas reitera o que o Código de Ética e as normas do Conselho Federal de Psicologia, bem como repete demais diretrizes …

“Auto-deslegados” Por Fabiana Rousseaux

Surgidos en medio de dos manifestaciones muy contundentes en la Argentina, el “2×1” y el “Ni una menos”,  ambas de un gran impacto simbólico para este país, los “hijos e hijas de genocidas”, crearon indudablemente una gran conmoción. En el momento en que el gobierno intentó, en su escalada negacionista y profanadora de la memoria, …

Eu + 1: uma jornada de saúde mental na Amazônia

Ao iniciarmos nosso projeto de escuta aos ribeirinhos atingidos pela hidrelétrica de Belo Monte, compreendemos que seria importante registrar a construção da Clínica de Cuidado e a experiência singular desta equipe voluntária durante sua atuação no território. Produzimos então um documentário, que narra nossa jornada de atenção em saúde mental na Amazônia. “EU+1” narra a …

“Uma reflexão sobre o significante Psicanalistas pela Democracia” Por Gabriela Costardi

Uma reflexão sobre o significante Psicanalistas pela Democracia Gabriela Costardi[1] Aproximadamente 1 ano e meio se passou desde que um ato de resistência ao golpe fundou este espaço, o qual é destinado à conversação entre pessoas reunidas sob o significante Psicanalistas pela Democracia. Uso esta ocasião para indagar que tipo de fundação está em jogo …

“O Dia em que o Morro descer e não for Carnaval” Por Nayra Ganhito

Título em referência ao samba de Wilson das Neves e Paulo César Pinheiro. Ouça a interpretação de Wilson das Neves e Emicida em: https://youtu.be/qNknjPo72ss. Leia a letra em: https://www.letras.mus.br/wilson-das-neves/1281422/ Publicado originalmente em Boletim Sedes Sapientiae. Existe no samba uma dignidade difícil de exprimir. Uma elegância ou elevação peculiares, sensível por exemplo na figura dos velhos …

“As gerações futuras sentirão vergonha de nós” Por Helenice Rocha

As gerações futuras sentirão vergonha de nós. Sentirão vergonha de nosso silêncio e de nossa apatia. Não haverá certamente nenhum espanto, posto que a brutalidade que estamos permitindo tomar conta do mundo há também de eliminar a possibilidade de espanto e indignação. A brutalidade elimina qualquer espasmo de surpresa. Casos como o da deputada que …

“Dia 23 de maio de 2017” Por Laura Sahm Shdaior

Dia 23 de maio de 2017, terça-feira seguinte ao domingo em que uma marcante ação da polícia foi feita na região conhecida como Cracolândia, intervenção que ocorreu em meio à proposta das internações compulsórias. Dia 23 de maio de 2017, terça feira em que a demolição de um prédio da região deixou três feridos, revelando …

Clínica Aberta de Psicanálise

Vivemos um momento de grandes impasses políticos, econômicos e ecológicos que exigem da psicanálise o deslocamento de suas crenças originais de modo a escutar as singularidades das experiências contemporâneas. A Clínica Aberta de Psicanálise vem do desejo de um grupo de analistas de que a psicanálise possa existir para além do consultório privado, de forma …

[Copacabana] Breves e livres associações sobre o que chamamos elite – Eduardo Leal Cunha

Num momento da nossa história nacional em que a dita elite politica deve estar –  como me diz um amigo – preocupada em não haver uma grife elegante para tornozeleiras eletrônicas, talvez seja interessante poder ao menos associar livremente sobre o que entendemos como elite. Dito isso, meu primeiro pensamento é que a nossa compreensão …

“Sem surpresas, mas infame; esperado, mas escatológico; previsível, mas vergonhoso”

Saber antecipadamente dos acontecimentos não nos livra da estupefação. Não porque algo nos faria supor que uma decisão diferente da que foi divulgada ontem viria. Mas por que a esperança de que um instante de sanidade, senso moral e coragem cívica, de repente perturbassem um soldadinho de chumbo que se utiliza do direito como meio …

“Por que chamar de supremos e superiores tribunais que assistem o Brasil ir ladeira abaixo?” Por Paulo Endo

A lei permite muitas coisas, inclusive inexoráveis injustiças. Não é preciso gastar muita tinta e papel para, numa olhadela, perceber que os operadores do direito no Brasil são frequentemente flagrados, à luz do dia, cometendo brutais injustiças, envolvidos em corrupções escandalosas, apaniguando e sendo apaniguados por personalidades políticas suspeitas. Podemos relembrar fatos anteriores à miríade …