Mês: dezembro 2017

“Para nunca esquecer 2017 e contra quem devemos lutar em 2018”

Para nunca esquecer 2017 e contra quem devemos lutar, contra o que devemos resistir e o que que devemos sonhar e fazer acontecer em 2018. Abaixo deputados que destruíram a maior conquista dos trabalhadores na história do país: a consolidações das leis do trabalho (CLT) que hoje, na prática, deixou de existir. Lembre-se de consultar …

“2018 na soleira da porta, então pé na porta em 2018”

Vá ao encontro da diferença, da diversidade, das cores, dos estranhos, dos desiguais. Com agulhas para desativar bombas, como propõe Edson Sousa, perfure os monolitos grandiloquentes assim denominados DROGADOS, REFUGIADOS, ILEGAIS, VÂNDALOS, POBRES. Olhe o suficiente até enxergar sua própria face e, em sua pele, sua história. Reconheça-se no olhar de outrem e nele encontre …

Manicômios, prisões e liberdade: entre o pessimismo da razão e o ideal de igualdade

Publicado originalmente em Revista Lacuna Por André Ricardo Nader Não se deve perguntar qual é o regime mais duro, ou o mais tolerável, pois é em cada um deles que se enfrentam as liberações e as sujeições. Gilles Deleuze, Conversações Parte 1 | Franco Basaglia e o campo de concentração brasileiro O ano era 1979, …

HIATUS: A MEMÓRIA DA VIOLÊNCIA DITATORIAL NA AMÉRICA LATINA. REGISTRO III : Arte como memória do mal e espaço de ação (parte II). Marcio Seligmann-Silva

O encontro “Arte como Memória do Mal e Espaço de Ação” é um desdobramento da exposição “Hiatus: A Memória da Violência Ditatorial na América Latina” que acontece no Memorial da Resistência/Estação Pinacoteca entre 21 de outubro de 2017 e 13 de março de 2018. No contexto do IEA-USP esse encontro está integrado às atividades do …

Crônicas do Retrocesso: A desconfiguração da Política Nacional de Saúde Mental, Álcool e outras Drogas

Por: Leonardo Pinho – Diretor da Abrasme e do Conselho Nacional de Direitos Humanos Na quinta feira, dia 14 de dezembro, na reunião da Comissão Intergestores Tripartite, o Ministério da Saúde em aliança com a Associação Brasileira de Psiquiatria e a Federação das Comunidades Terapêuticas, aprovou a desconfiguração da Política Nacional de Saúde Mental. Colocando …

HIATUS: A MEMÓRIA DA VIOLÊNCIA DITATORIAL NA AMÉRICA LATINA. REGISTRO II – Arte como Memória do Mal e Espaço de Ação (Parte I)

REGISTRO II “O encontro “Arte como Memória do Mal e Espaço de Ação” é um desdobramento da exposição “Hiatus: A Memória da Violência Ditatorial na América Latina” que acontece no Memorial da Resistência/Estação Pinacoteca entre 21 de outubro de 2017 e 13 de março de 2018. No contexto do IEA-USP esse encontro está integrado às …

HIATUS: A MEMÓRIA DA VIOLÊNCIA DITATORIAL NA AMÉRICA LATINA. REGISTRO I

No dia 13/10/2017 publicamos aqui um texto-convite para Hiatus: a Memória da Violência Ditatorial na América Latina, exposição com curadoria do Marcio Seligmann-Silva, que tem a proposta de refletir sobre a memória das ditaduras na América Latina, com destaque para o Brasil, a Argentina e o Chile. Recentemente o Instituto de Estudos Avançados, IEA/USP disponibilizou três registros sobre a …

“Até Pitbull tem medo da morte”, Por Jaquelina Maria Imbrizi

“Até Pitbull tem medo da morte “ Jaquelina Maria Imbrizi – professora adjunta da universidade federal de São Paulo – Campus Baixada Santista   A narrativa que durante muito tempo floresceu no meio artesão – no campo, no mar e na cidade –, é ela própria, num certo sentido, uma forma artesanal de comunicação. Ela …